Não consigo sair daquele nosso canal de jazz

Se a solidão coleciona discos do Coltrane
A saudade embriaga-se de Merlots e Nina Simone

Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

Adormeço sentindo o peso da tua mão em minha cintura

Sonho possibilidades

Construo castelos e os destruo

Acordo e ainda posso sentir

Sua mão, seu cheiro, sua risada

Mas você não está lá

Talvez nunca esteve

To love somebody
Não consigo sair daquele nosso canal de jazz

http://www.youtube.com/watch?v=7jgHOcXTr50&hd=1

Foto: Martine’s Legs, 1968 – Henri Cartier-Bresson.

Anúncios

Diz Aí:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s